Notícias

Os destaques da Construtech Week

A equipe ISupplies, composta por alunos da Unifil, foi a grande vencedora do Hackathon Construtech Londrina 2019. O aplicativo desenvolvido pela equipe tem como objetivo solucionar problemas rotineiros que surgem nos canteiros de obras. A solução poderá ser usada no controle de custos, estímulo da produtividade e nas restrições que costumam atrasar a execução das etapas das obras. “Com a colaboração dos usuários, a Ahnil, nome que demos para a ferramenta, poderá também trazer o custo real de materiais por cidades e regiões. O que ajudará as empresas que desejam abrir filiais em outras localidades e até mesmo profissionais que executam projetos em diferentes locais”, explicou a estudante de engenharia civil, Dalara Andreazi Falda.  A premiação foi feita durante o jantar comemorativo da construção civil, no Villa Planalto. Além de R$ 5 mil, a equipe vencedora receberá três meses de mentoria com o CO da Hydronorth, estrutura de validação da solução dentro da indústria e acesso a rede de investidores e programas de aceleração.  Confira aqui as soluções criadas pelas equipes ganhadoras do segundo e terceiro lugares.



Exposições, rodada de negócios, palestras, minicursos: semana teve programação multidisciplinar



A programação da Construtech Week contemplou públicos diferentes no decorrer da última semana de outubro. Na exposição feita no Calçadão de Londrina, no centro da cidade, os cursos de Engenharia da Unifil, Unopar, Unicesumar, UEL e Faculdades da Indústria Sistema Fiep exibiram os projetos inovadores. De simuladores em realidade virtual voltados para capacitação de gestores a blocos de concreto mais leves, que podem reduzir até 40% o peso de uma edificação, passando por drones e impressoras 3D, os trabalhos despertaram a curiosidade de quem passou pelo local.



Já a rodada de negócios que aconteceu no Sebrae promoveu quase 600 agendas entre 25 construtoras e entidades e 92 fornecedores locais. As avaliações finais da iniciativa apontam a expectativa de que mais de R$ 2,6 milhões sejam fechados a partir do evento. Confira mais informações aqui. Também fizeram parte da programação o Simpósio Latinoamericano de Gestão e Economia da Construção (Sibragec), que reuniu pesquisadores internacionais no Hotel Blue Tree, e o Senai Experience, com exposição de modelos BIM em Realidade Aumentada,  palestras e minicursos sobre Dry Wall e Revestimento Cerâmico.



Inovação em quatro atos: Workshop Construindo o Futuro reúne experts em manhã de palestras



Quatro palestrantes, uma temática. No Workshop “Construções Inteligentes, o caminho para o futuro”, o consultor e estatístico Marcus Araújo, o doutor em Engenharia Elétrica Eduardo Toledo, o administrador Diego Siqueira e o CO da startup Molegolar Saulo Suassuna mostraram formas diferentes e complementares de trabalhar com a inovação na construção civil: entendendo os novos comportamentos do consumidor, a importância do BIM,  os fundos de investimento imobiliário e os novos conceitos de modulação de projetos.



 A ferramenta para a nova realidade do mercado imobiliário, segundo Araújo, é a queda da natalidade. A partir dessa realidade, novos públicos já começam a definir os empreendimentos, como os casais com apenas um filho, casais sem filhos e com pets, LGBTs, seniors e solteiros convictos. “Traçando uma linha a partir dessa tendência, é possível afirmar que antes de 2080, em um mundo com 50% da população sem filhos, o imóvel terá 3 metros quadrados”, revelou o consultor. Para Ricardo Teruo Gharib, da Tekenge Engenharia, ter acesso a essas e outras informações do workshop foi muito importante para os sócios da construtora. “São temas de extrema relevância. Parabéns ao Sinduscon pelo evento,” avaliou.